Paraná
CAMPEONATO BRASILEIRO DE CLUBES MASTERS BOLA 16

  SERÁ REALIZADO NO PERÍODO DE 24 A 26 DE AGOSTO NA SOCIEDADE MORGENAU O PRIMEIRO CAMPEONATO BRASILEIRO MASTERS DE BOLÃO 16. TRANSMITO ABAIXO O E-MAIL, CONVITE E O REGULAMENTO.

  Além da questão da idade (47 anos ano de nascimento) e que os atletas podem jogar em mais de uma categoria informo:
        - competição de quartetos mas pode inscrever maior numero de atletas, jogam quatro por partida.
        - pagamento da taxa de R$50,00 por atleta
        - precisamos de pelo menos mais um estado participando (conforme definição da CBBB e Federações, toda competição de bolão deve ter no minimo 3 estados participando e até o momento temos só PR e RS).

        - inicialmente a competição estava prevista para 3 dias, com o numero pequeno de equipes poderemos fazer em dois dias (sábado e domingo) ou talvez somente no sábado.

        - podemos providenciar alojamento para as equipes.
        - podem ser atletas de vários clubes (somente devem se inscrever por um clube filiado) - isento de taxa de transferencia.

        -Caso consigas agilizar aí em Sc pelo menos um time seria fantástico, ainda mais SC que tem um numero grande de atletas masters.

 Qualquer duvida pode me escrever neste email ou ligar 41-99275674.
 

Obrigado
             Augusto

 

Prezados Srs Presidentes, 
  
        Solicitamos a gentileza de divulgar COM URGÊNCIA a seus filiados, a realização do Primeiro Campeonato Brasileiro Masters de bola 16cm em Curitiba para o período de 24 a 26/08/2012 na Sociedade Morgenau.

        Este Campeonato que estava previsto para abril foi transferido para esta data devido ao pequeno número de inscritos.

        Informamos que foi alterada a idade para este primeiro Campeonato (passando para 47 anos) e que como o Regulamento encontra-se dúbio, os atletas que desejarem podem jogar em mais de uma categoria.

        Pedimos a gentileza de enviar com a maior brevidade possível o nome das equipes interessadas e a quantidade de quartetos por categoria para que possamos preparar a Programação do evento.

       
        Atenciosamente
 
        Carlos Augusto Saddock de Sá
        Diretor Técnico da bola 23 da CBBB

 

                  Confederação Brasileira de Bocha e Bolão

Rua Itaboraí 677 – Jardim Botânico
CEP 90.670-030 - Porto Alegre / RS
Fone (51) 3225.9054
Fone/Fax (51) 3233.5279
 
REGULAMENTO ESPECÍFICO
 
CAMPEONATO BRASILEIRO
DE CLUBES MASTERS BOLA 16 cm
 
CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
 
ARTIGO 1º - O Regulamento do Campeonato Brasileiro de Clubes Masters tem por finalidade regular o referido evento da Confederação Brasileira de Bocha e Bolão- CBBB, na modalidade de Bola 16cm e deve ser lido, analisado e adotado em conjunto com o Regulamento Geral da CBBB da Bola 16cm e as Normas e Leis que regem o Desporto Brasileiro.
 
ARTIGO 2º - O Campeonato Brasileiro de Clubes Masters de Bola 16 cm, tem por finalidade precípua, o congraçamento nacional das entidades confederadas e seus clubes, atendendo as disposições legais vigentes, num elevado sentido de conceituação do desporto.
 
CAPÍTULO II - ORGANIZAÇÃO E DIREÇÃO DOS CAMPEONATOS
 
ARTIGO 3º - O Campeonato Brasileiro de Clubes Masters de Bola 16 cm terá a sua organização pela Federação Estadual previamente definida, em conjunto com o Clube que esta indicar, seguindo as normas do Regulamento Geral.
 
ARTIGO 4º - O período do Campeonato Brasileiro de Clubes Masters de Bola 16 cm será no mês de ABRIL de cada ano;
 
CAPÍTULO III - DAS INSCRIÇÕES
 
ARTIGO 5º - Estão aptos a participar do Campeonato Brasileiro de Clubes Masters, as agremiações filiadas dos estados praticantes da modalidade, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo.
 
                Parágrafo  1º - Poderão participar deste evento quantas equipes e quartetos desejarem.
 
                Parágrafo  2º - O Campeonato é restrito a atletas das categorias masters, ou seja poderão participar atletas nascidos até 31/12/1965, não sendo permitida em hipótese alguma atletas de categoria abaixo para completar a equipe.
 
CAPÍTULO IV - DELEGAÇÕES E SUA CONSTITUIÇÃO
 
ARTIGO 6º - Cada delegação será constituída:
I.        Número ilimitado de atletas;
II.       02 (dois) dirigentes;
III.      01 (um) capitão;
IV.     02 (dois) auxiliares.
               
ARTIGO 7º –O Campeonato será disputado nas categorias quarteto masculino, quarteto feminino e quarteto misto:
 
I.        Quarteto Masculino – composto por até 05(cinco) atletas masculinos.
II.       Quarteto Feminino – composto por até 05(cinco) atletas femininos.
III.      Quarteto Misto – composto por até 05(cinco) atletas: sendo 02 (dois) femininos e 03(três) masculinos ou 02 (dois) masculinos ou 03 (três) femininos.
 
 
CAPÍTULO V – TABELA DE JOGOS E CHAVES
 
ARTIGO 8º - A tabela dos jogos para os Campeonatos Brasileiros de Clubes Masters, será sorteada no Congresso Técnico de Abertura e deverá conter partidas entre todas as delegações e/ou clubes presentes em concordância com as chaves sorteadas.
 
ARTIGO 9º -Para cada modalidade, havendo mais de 8 (oito) equipes, estas serão subdivididas em tantas chaves, quantas forem necessárias, para o bom andamento do Campeonato.
 
Parágrafo 1º - Em caso de menos equipes, será formada chave única.
 
Parágrafo 2º - A forma de disputa na fase classificatória será na forma de caminhadas, sendo que cada chave jogará duas passadas, classificando-se as duas melhores equipes de cada chave para a fase final.
 
Parágrafo 3º Em caso de chaves, se classificarão para a fase seguinte, duas equipes, que farão o cruzamento olímpico, e os vencedores farão a final, e os perdedores disputarão o 3º. e 4º. lugares. Os clubes serão divididos em 02 (duas) chaves (A e B), classificando-se 04 equipes por chave.
                                As 04 (quatro) equipes classificadas farão um cruzamento da seguinte forma:
                               Semifinal:
                               Jogo 1 – 2º Chave “B” x 1º. Chave “A”
                               Jogo 2 – 2º Chave “A” x 1º. Chave “B”
                               Finais
                               Jogo 3 – Perdedor Jogo 1 x Perdedor Jogo 2
                               Jogo 4 – Vencedor Jogo 1 x Vencedor Jogo 2         
 
Parágrafo 4º – Caso hajam mais de duas chaves, será elaborada previamente, pelo Diretor Técnico, opções de classificação a ser definido no Congresso Técnico.
 
ARTIGO 10º - As equipes serão sorteadas, prevalecendo o seguinte:
 
I.        No máximo metade mais um de equipes do mesmo Estado em cada chave, levando-se em consideração o número de equipes do estado participante.
 
ARTIGO 11º - Em caso de empate entre duas equipes na fase classificatória, se classificará aquela que tiver vencido a partida entre as duas equipes empatadas, ou seja, vencido o confronto direto.
 
ARTIGO 12º - Prevalecendo o empate ou no caso de mais de duas equipes obtiverem o mesmo número de pontos ganhos, será considerada classificada:
 
I.       A que tiver o maior número de pinos derrubados nos jogos entre si;
II.      A que tiver maior número de “noves” produzidos nos “limpas” nos jogos entre si, pelos os 08 (oito) atletas que jogaram nesta partida; e .
III.     A que tiver maior número de “coroas”, de “oitos” etc., e assim sucessivamente, produzidos nos “limpas” pelos 04 (quatro) atletas que somaram nesta partida.
 
ARTIGO 13º - O horário de início das partidas, com exceção da partida inaugural que terá uma tolerância de 15 (quinze) minutos para ambas as equipes.
 
 
 
CAPÍTULO VI - DA PREMIAÇÃO
 
ARTIGO 14º- Haverá premiação para os 03 (três) clubes e atletas melhores colocados em cada categoria, a saber:
 
I.        03 (três) troféus de posse definitiva, para as equipes classificadas nas 03 (três) primeiras colocações em cada categoria;
II.       05 (cinco) medalhas douradas, 05 (cinco) medalhas prateadas, 05 (cinco) medalhas cobreadas, para cada uma das 03(três) melhores equipes colocadas em cada categoria;
III.      01(uma) medalha dourada, 01(uma) medalha prateada, 01(uma) medalha cobreada, para cada um dos 03(três) melhores atletas que obtiverem as melhores médias de pontuação auferidas em todos os jogos realizado independente da cada categoria, premiando os melhores atletas masculinos e femininos
IV.     01(uma) medalha dourada para cada categoria, aos atletas que totalizarem o maior número de pinos derrubados em uma partida (RECORDE) da competição de cada naipe.
V.      Os prêmios dos itens “I”, “II”, “III” e “IV” serão fornecidos pelo Clube e/ou Federação promotora.
 
 
CAPÍTULO VII - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
 
ARTIGO 15º - Haverá reconhecimento de pista de 10 minutos por quarteto.
 
ARTIGO 16º - Este Regulamento Específico deve ser lido e adotado em conjunto com o Regulamento Geral da Bola 16cm.
 
ARTIGO 17º - Os casos omissos deste Regulamento ou os que surgirem durante as competições, serão resolvidos pelo Presidente da C.B.B.B., Diretor de bola 16 da C.B.B.B, em conjunto com os Presidentes das Federações ou os assessores indicados pelas Federações, quando assim for necessário.
 
ARTIGO 18º - O presente Regulamento específico em conjunto com o Regulamento Geral tem início a sua vigência 28 de janeiro de 2012, substituindo todos os demais existentes.
 
 
 
 
               
           Walques Batista dos Santos                                                               Osni Mantau
                 Presidente C.B.B.B                                                       Diretor Técnico da Bola 16 da C.B.B.B.

 

         -Caso consigas agilizar aí em Sc pelo menos um time seria fantástico, ainda mais SC que tem um numero grande de atletas masters.

    

  Seja o primeiro a comentar este artigo!


Página 2 de 10